terça-feira, 6 de setembro de 2011

Debra Paget

















Debralee Griffin ou melhor, Debra Paget, nasceu em 19 de agosto de 1933. Foi uma atriz de rara beleza e relativo sucesso em Hollywood, principalmente nos anos 50 e 60, trabalhando em filmes clássicos como "Os dez mandamentos", "Demétrio e os gladiadores" e "Ama-me com ternura", primeiro filme de Elvis Presley.
Trabalhou também com meu adorável Vincent Price em "The haunted palace" (O palácio mal assombrado), seu último filme no cinema.
In 1958, Paget ficou casada por apenas quatro meses com o ator e cantor David Street, o casamento foi anulado. In 1960, ela se casou com Budd Boetticher, ma se separaram apenas 22 dias depois. (Boetticher alegou tempos depois que o fracasso do casamento se deveu a inúmeras dificuldades que ele encontrou quando foi para o México fazer um filme sobre a vida do seu amigo, o lendário Carlos Arruza.) Paget abandonou o cinema em 1964 após se casar com Louis C. Kung, um chinês, sobrinho de madame Chiang Kai-Shek, bem sucedido no setor petroleiro. Este terceiro casamento gerou um filho, Greg. Kung e Paget se divorciaram em 1980. Uma de suas irmãs também era atriz, a pouco conhecida Lisa Gaye.
Durante o ano em que o filme "A princesa do Nilo" estava em cartaz, Debra recebia mais cartas do que Marilyn Monroe ou Betty Grable. Tentou ser a protagonista de "Sheena, a rainha das selvas", mas perdeu o papel para Irish MacCalla.
Em 1987, o Fundo para filmes de TV e cinema presenteou Debra com o prêmio Golden Boot por sua contribuição ao desenvolvimento e preservação da tradição dos faroestes tanto em filmes para cinema como para TV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentario